Santarém - Pará, 10/12/2019 , 15:38:24 - Boa tarde
 
Publicidade


Publicidade

O livro pode ser adquirido por sedex e solicitado a pe. Edilberto
Sena, edilrural@gmail.com ou pelo telefone 0055 93 35231066.

Pagamento via banco Bradesco agencia 0524 C/C 0033059 -0

Rio Tapajós poderá ser o novo Vietnã
12/8/13

Rio Tapajós poderá ser o novo Vietnã

Na Amazônia, presidente da república age como imperatriz da Mongólia: deseja e manda fazer, sem se preocupar com as consequências. São dois brasís, o de Brasília e a colônia Amazônia. Mas, todo império tem um fim, um dia, um dia.

O governo federal está forçando a barra no rio Tapajós. Contra todas as regras da Constituição Nacional está enviando hoje mais de 100 pesquisadores para fazer os preparativos das construções de duas mega-hidroelétricas. Neste faz de conta de legalidade o IBAMA e a FUNAI são meros bonecos fantoches que agem de acordo com os interesses do patrão.

 Em vez de respeitar os direitos dos povos tradicionais que não aceitam a destruição de seu território, simplesmente o IBAMA e FUNAI se prostituem para salvar seus empregos. Segundo informações, os mais de 100 pesquisadores voltam hoje às regiões de Jatobá e São Luiz do Tapajós, acompanhados de militares armados de metralhadoras e fuzis, para concluir as pesquisas da FAUNA e FLORA da região, com objetivo de justificar a construção das duas grandes BARRAGENS.

Por que vão acompanhados de soldados armados? Porque o governo brasileiro sabe que está violando direitos humanos e os MUNDURUKU não aceitam barragens que vão destruir seu patrimônio territorial. Como já deram sinais de resistência, o governo vai preparado para uma guerra. Uma das armas usadas pelo governo tem sido oferecer compensações pelo prejuízo. Mas o líder Munduruku já disse que carro apodrece, rabeta apodrece, dinheiro se acaba, mas o rio Tapajós e a mata são para sempre fonte de vida, por isso não aceitam hidroelétricas no Tapajós.

 Estão certos ou não? E o governo brasileiro está certo em invadir terras e rios para fazer barragens? Se amanhã ou depois os Munduruku, usando suas armas MATAREM dois ou mais pesquisadores do governo, serão criminosos ou estarão agindo em legítima defesa? E se os soldados da Força Nacional MATAREM dois ou mais indígenas serão criminosos? ou é a presidente da República a responsável pelos crimes? 

O Brasil é uma república democrática regida por uma constituição. Pelas leis constitucionais o mandatário de plantão não pode agir como se a Amazônia fosse uma colônia desabitada e cheia de riquezas naturais. Há regras de convivência, entre as quais os direitos dos povos tradicionais aqui existindo.

A situação social no rio Tapajós é grave, um novo VIETNÃ está para acontecer na Amazônia. Que direito tem o governo federal de vir armado de fuzil invadir as terras indígenas?

 

Rádio Rural - Todos os Direitos Reservados.

Publica Site: construção e publicação de sites em Santaém e Região Oeste do Pará


 

Para bem visualizar este site, atualize os navegadores